sábado, 26 de janeiro de 2013

150 KM TRILHA DO AVESTRUZ, IPIABAS, CONSERVATÓRIA, CAPOEIRÃO, SANTA ISABEL

 Hoje o pedal tinha que ser daqueles bem longo sem hora para chegar. No inicio iria uma galera, porem por causa de contratempos acabou que fiz meu rolezinho sozinho. Destino mais ou menos traçado, porem ainda tinha opções de mudar pelo caminho. Como acordei pensando em subir a trilha do avestruz rumo a Ipiabas, decidi começar por ali. Segui via Lúcio Meira até a policia rodoviária e de lá peguei a trilha para Dorandia. De Dorandia em diante só subida. Muita pedra, estradinha ruim e muita porteira pelo caminho. Terminando a subida já estava lá próximo, quando percebi o pneu traseiro furado. Pedalei o mais rápido possível até chegar na casa do Guilherme onde se encontrava somente o seu pai Leonel. Batemos um bom papo, consertei a câmara de ar e de lá segui meu caminho, desci pela estrada da cachoeira de Ipiabas  e sai na rodovia que liga Valença a Conservatória. Em Conservatoria um descanso e a decisão de fazer a trilha do tunel do capoeirão. A chuva ficou me rodeando, porem tive a sorte de fazer todo o pedal sem me molhar. A trilha do tunel é muito boa, uma leve descida de -2% de inclinação praticamente até Santa Isabel.  Lá encontrei com os amigos André e Renata onde nos cumprimentamos rapidamente e dai segui para Volta Redonda pelo asfalto mesmo. Completei meu pedal com 150 km e muito feliz por mais esta volta. Abraços e até o proximo post.
track da volta: http://connect.garmin.com/activity/265881042







































4 comentários:

SPEEDBULL disse...

gostei off road bikers..

Unknown disse...

Ótimo pedal, agora em fevereiro vai ter uma corrida, estou muiyo interessado em comhecer e pedalar por esta região,abrs.

Chris disse...

Show de bola este pedal! Belas fotos! Dúvida: Qual estação é a que está no final da sequência? Seria Pedro Carlos? O túnel do Capoeirão fica entre Conservatória e Santa Isabel? Ou entre conservatória e Ipiabas? Valeu!

GINETAS BIKERS. disse...

lo tuyo son las grandes distancias. rodar por esos parajes no tiene precio y con un tiempo agradable para recorrer en bici se admira mucho mejor la ruta que se esta hciendo.las fotos siempre bellas.