sábado, 22 de dezembro de 2012

PEDAL DO FIM DO MUNDO

Se você estiver lendo este post, é porque o mundo não acabou! Muito se dizia sobre o dia 21 de dezembro de 2012. Coisas do tipo que a terra ia parar de girar, que o apocalipse viria e mais um monte de coisas do gênero  Nunca pensei que isto aconteceria, na verdade até achava graça das profecias que apareciam. Por via das duvidas se alguém estivesse certo, decidi marcar um pedal longo, passar o dia todo pedalando. Tive a companhia do parceiro Waslen. Saimos em direção a Amparo e de lá seguir rumo a santa Isabel do rio Preto. O tempo inicialmente ajudou muito. chegamos em Santa Isabel sem muito esforço. Dai até santa rita de Jacutinga foi um pulo. Uma paradinha na divisa de estados para fotografar. Vale lembrar que é a primeira vez que o Waslen cruza para o estado de minas pedalando. Em Santa Rita uma paradinha para comer um lanche e sem demorar muito seguir caminho rumo Passa Vinte. Tínhamos 3 opções para fazer o trajeto. escolhemos a que passa pela vila de Bananal. Por estradinhas ruins fomos pedalando. O mormaço que estava neste momento deixou a pedalada cansativa. Não batia um vento para refrescar. Encaramos algumas subidinhas enjoadas, mas devagar e sempre seguimos nosso caminho. Ao longe era possível avistar as torres de Passa Vinte, sabiamos que teriamos que passar ao lado delas. Lá seria tambem o ponto com a maior altitude registrada. O calor quebrou o ritmo, e paramos algumas vezes em sombras de arvores para descançar. Avistamos ao longe uma bela cachoeira que aida não conheço, mas a proxima meta é ir até ela. Isso nos deu uma vontade de refrescar nas aguas dela, porem não havia caminho para chegar lá. Paramos então em um riacho onde caminhando por dentro da agua encontramos uma cachoeirinha que fez a nossa alegria. Deu para revigorar as energias para enfim encarar a ultima subinha para passar proximo as torres. Outra vez suamos até chegar ao topo. Depois enão foi só alegria. Logo avistamos Passa Vinte e sem demorar já estavamos almoçando pois a hora já era avançada. Depois do almoço paramos para descançar um pouco na praça. O tempo começou a virar e então não perdemos tempo. Descemos serra abaixo rumo a Falcão. Paramos no tunel 13 para tomar aquele caldo de cana e depoisseguir para Quatis. Em Quatis decidimos ir pela estrada de terra que sai no Bela Vista em Barra Mansa. Proximo ao tunel 1 o pneu do Waslen furou e começou a chover. Nos abrigamos dentro do tunel e trocamos ali mesmo o pneu. Ainda assim pegamos chuva, porem bem mais fraca. Dai até em Volta Redonda foi questão de tempo e de transito. atravessar Barra Mansa é triste. Completamos nosso pedal com 145 km. O fim do mundo não veio. Bom, muito bom, porque poderemos fazer pedais iguais a este muitas e muitas vezes. Valeu Waslen a compania. O pedal foi show. Até uma proxima.


Subindo a mutuca.

Mina de agua é o que não falta.



Do lado esquerdo Rio de Janeiro, do lado direito Minas Gerais.

Antiga estação ferroviaria de Santa Rita de Jacutinnga.







Igrejinha da vila de Bananal






A agua estava otima!
















3 comentários:

Michel Schanuel Girardi disse...

Esse trajeto é show de bola, passa por vários lugares bonitos. Mas essa cachoeirinha eu não conheci, bacana hein?!

Fim do mundo nada, 2013 vai ser cheio de pedaladas! rsrs

Abraço

JV Nogueira disse...

É o que eu falo, quando o cara é patrão o cara pedala sexta feira.
Mas o trajeto realmente é show, minas não tem erro, só pedal manero!

joão afonso disse...

Bonito pedal há 6ª feira ! com paisagens lindíssimas e banho pelo meio ! enquanto nós por aqui temos gelo e temperaturas a rondar os 5ºc de média ! 1 abraÇo.