sábado, 29 de dezembro de 2012

BANANAL, BRASTEL, ARAPEI E RIALTO TOMA PEDAL!!!

O que você faria no seu primeiro dia de ferias? Para muitos dormir até tarde seria a primeira resposta, mas para mim não é bem assim que quero passar minhas ferias. Acordei 5:45 da manha para fazer um super pedal com o amigo Olivane de Barra Mansa. Resolvemos juntos encarar a subida da Brastel em Bananal. Já fiz esta subida uma vez porem não estava no meu melhor dia e sofri muito. Dessa vez estava preparado e resolvi fazer o inverso da outra vez. Pelo caminho até Bananal encontramos alguns amigos fazendo suas pedaladas matinais. Uma paradinha para um café antes de começar então subir a serra. O Olivane disparou na frente, pedalou e nem curtiu o final da subida contemplando o visual da subida. De lá encaramos a parte mais gostosa e difícil do trajeto. Ora de encarar as estradas de chão e continuar a subir. O tempo estava ótimo  sem muito calor conforme era previsto para o dia. Porem a estrada era só pedra e pedra. Isso dificultou bastante a subida. Mas não desistimos. Alcançamos a altitude de 1495 metros, para quem saiu dos 393 metros é uma subida considerável  Em um momento passamos por um momento "LOST". Comecei a passar por um local que não estava conhecendo. Resolvi parar e verificar no gps o trajeto, sorte que erramos somente uns 100 m. Voltamos para trilha e seguimos até a descida. Esperava algo bem mais fácil do que a subida, porem estava enganado, esta descida tem muita pedra e não da para andar rápido  tivemos que descer devagar e com cuidado para não furar ou rasgar um pneu. No final da descida o suporte da minha Gopro quebrou mais uma vez e sorte que consegui ver a câmera caindo senão iria perde-la. Saímos então no asfalto e de lá pedalamos forte até Arapei. Lá almoçamos e descansamos. A volta foi pela estradinha de chão que sai em Rialto. A chuva ia o tempo todo a nossa frente, felizmente nossa volta foi sem sol nenhum e sem chuva, só enfrentamos o barro que a chuva que tinha acabado de cair deixou pelo caminho. Teve um momento que foi impossível pedalar, o barro junto com pedras agarraram de tal forma na bike que dificultou o progresso. Tivemos que empurrar morro acima. Em Rialto fizemos a ultima parada e de lá até em casa foi só questão de tempo. Completei o percurso com 138 km e com um ganho de elevação de quase 2000 metros de altitude. Valeu Olivane pela compania e até um próximo pedal. Forte abraço

Bananal-SP.






Subindo a serra.































Vejam nossos videos.

4 comentários:

olivane disse...

Esse, sem dúvida nem uma é o verdadeiro mountain bike.

Anônimo disse...

Parabéns, meus amigos, pelo grande pedal. Daqui podemos imaginar o que é o verdadeiro Mountain bike.
E ainda vemos grupinhos por aqui tirando onda, chamando de Mountain bike pedalzinhos de integração - tentando impressionar pelo número; pedalzinhos noturnos; e tentativas frustradas, de pedais que não chegam nem aos pés deste. Isso sem me referir ao pedais, resenhas e comentários cansavelmente repetitivos.
Este comentário, vergonhosamente, vale também para este que escreve, hehehe.
Será bom revermos o nosso conceito de Mountain bike, ou continuaremos a fazer vergonha na tentativa de impressionar.
Olivane e willian, vocês são, não somente exemplo, mas também professores para aqueles que, com reconhecimento e humildade querem aprender, a começar em mim, é claro.
Parabéns, meus camaradas.

Ítalo de Paula disse...

Pedalzão caveira! Sem dúvida para poucos! Vocês estão de parabéns!

JV Nogueira disse...

Eu só tenho uma coisa a dizer, vocês são frouxos, desceram e empurraram bike?
Eu pedalava tranquilo, seus frouxos!