segunda-feira, 5 de setembro de 2011

BIG BIKER 2011 - SANTO ANTONIO DO PINHAL - FINAL

Até que enfim chegou o dia! Final do Big Biker 2011 em Santo Antonio do Pinhal - SP. O domingão prometia e a ansiedade era grande para correr esta prova, a vontade de conhecer a descida do zig-zag era maxima. Outra coisa importante foi a volta do Marcelo as competições, dessa vez eu não estava sozinho, preparados ou não estavamos lá! Logo no inicio na hora de preparar a bike tive uma surpresa, um pneu estava furado. Consegui comprar uma câmara de ar e com a ajuda do Bruno rapidinho troquei o pneu. Já estavamos no limite do horario e corremos para nos alinharmos para a largada. Dessa vez corremos na pró, com um percurso um pouco mais longo. 
Dada a largada saimos em comboio por cerca de 4 km de asfalto. Um espetaculo ver o comboio de quase 400 bikers tomando conta das ruas de Santo Antonio. Neste trecho teve queda, teve gente fazendo muito barulho para liberar a prova porem a organização achou melhor administrar neste trecho devido ao perigo de ter acidentes nas descidas. Terminado a parte controlada era hora de sentar a bota. Mas de cara já tinhamos um afunilamento e uma subida onde muitos bikers pararam para empurrar, o que obrigou a todos que vinham atras a fazer o mesmo, inclusive eu e Marcelo. Tratamos de ir pelo cantinho empurrando as bikes. A temperatura estava ideal e as pernas estavam ajudando. A partir do km 10 já não tinha mais contato com o Marcelo. Segui então rumo a subida cascuda que nós esperava. Passamos por trilhas legais onde tinhamos como obstaculos riachos para atravessar e single track onde era preciso ter toda atenção. Por volta do km 26 começou então a subida, muito cascalho e pedra solta, o que dificultava bastante a tração. Era hora de superar a maior dificuldade da prova a meu ver. Num giro constante fui seguindo morro acima. Pelo caminho encontrei com o Eliberto de Barra do Pirai e seguimos juntos por um trecho. 
A subida então deu uma aliviada e um single track muito maneiro no meio de uma mata e com um visual de tirar o folego começou. Pegamos uma descida inclinada e logo em seguida mais morro para subir. Desta vez dentro de uma mata o que ajudou bastante a minimizar o esforço. No km 40 cheguei enfim ao topo da montanha e tambem ao ponto de apoio. Lá encontrei com minha equipe que nos esperava para dar suporte. Parei para repor as energias e de lá me preparar para começar a descer o zig-zag. Tentei instalar uma camera para filmar, porem poucas partes ficaram boas. 
Enfim a tão comentada descida, queria ver se era tudo aquilo mesmo que falam, a ansiedade era total. Comecei a descer pela trilha, de inicio com muita pedra porem dentro de uma mata fechada. Pelo caminho fui passando pelo pessoal do exercito que prestou suporte e estava orientando os atletas a passarem pelo melhor caminho. A trilha ficou meio estreita e a partir dai era fila indiana se um parasse o outro tinha que parar. Sabendo disso mantinha distancia do cara da frente e torcia para que o que vinha atras mantesse de mim tambem. Os obstaculos vinham vindo e a cada um passando sem nenhuma dificuldade, alguns drops pequenos e raizes faziam parte da trilha. Passou a trilha e começou de novo o estradão e com ela um pouco de frustação de minha parte sobre o tal zig zag. Durante dias pensei que talvez em certas partes eu teria que descer da bike e empurrar (sou cagão nas descidas) e que o trajeto da descida seria mais longo. Falo isso porque tenho como parametro a trilha de mesmo nome que situa-se em Bananal - SP n qual é bem tecnica e bem mais divertida de descer. Bom, apesar da pequena frustação foi legal fazer uma prova onde a organização coloca como trajeto trechos de single track. Organização que devo elogiar pois estavam presentes nos lugares de maiores riscos, a distribuição de agua estava perfeita e o zelo da segurança dos atletas impecavel. Descido o zig zag e passado pelo estradão tivemos então para finalizar o percurso um pequeno e divertido single track que já saia dentro do local de chegada. Era só comemorar, pegar a medalha de finish e contar como foi a prova para os amigos. Amigos? A equipe estava ainda no apoio do Marcelo que ficou mais para tras e não puderam ver minha chegada. Mas tudo bem. Tempos depois chegou o Marcelo bem e com mais uma prova no curriculo.
Big biker é Big biker! A cada biker ultrapassado, é possivel ver o sofrimento estampado no rosto, porem com muita luta todos queriam apenas completar a prova e ter a satisfação de então se considerar um campeão e de ser um BIG BIKER. A saudade já bate e a vontade de tudo começar novamente já toma conta. Ano que vem tem mais e estaremos lá se Deus quiser.
Agradecemos ao apoio que foi fundamental auxiliando na prova. Esperar e ver todos passarem para enfim chegarmos deve ser bem cansativo, ainda mais que todos tambem pedalam e poderiam até estar participando.
Distancia da categoria PRÓ: 54 km
Participaram no apoio: Alice, Vivian, Guilherme e Bruno

Participaram da corrida: Marcelo e Wiliam









Eu e Marcelo na espectativa.


Largada.

E já teve gente comprando terreno.



Alice, Vivian e Bruno.

Wiliam hidratando no apoio.

Amiga Alexa de Resende-RJ.
Amiga Talita de Barra do Pirai-RJ.
Com a medalha no peito.

Vivian e Wiliam




Abaixo segue um video feito na largada, no apoio e em algumas partes do zigzag.



5 comentários:

Michel Schanuel Girardi disse...

Parabéns pela participação! Essa largada deve ser tensa! rsrs

Um abraço

Penélope Laura disse...

Parabéns pela competição. As fotos estão ótimas e o vídeo mto bom. Adorei.
Saudações.

canelas de aço disse...

Fotos , relato e principalmente sua participação merecem nota 10.

GINETAS BIKERS. disse...

una etapa muy dura esta de big biker,sendeos tecnicos,mucha gente y caidas, muy bien narrada la cronica de esta semana,el video muy bueno,enhorabuena por acabar la prueba.

Pepone Prates disse...

Ae pessoal!
Pra quem correu o Big Biker Sto Antonio segue link para mais de 1000 fotos que tirei da galera, livre para download.
http://flic.kr/g/kYHgA
Aproveitem!
Edu