sábado, 23 de julho de 2011

CICLOTURISMO - 3º DIA LIBERDADE A AIURUOCA

 Nosso terceiro dia de pedal foi inedito para todos os bikers. Depois de uma boa noite de sono era hora de irmos ao novo e desconhecido. Mal sabiamos o que iriamos encontrar pela frente. Buscamos algumas orientaçoes antes de sair para não haver nenhum engano. Por uma estrada pouco movimentada e com muita poeira fomos a nossa primeira parada, Carvalhos. Cidade bem simpatica e pequena. Lá almoçamos e descançamos. Registramos algumas fotos para recordação e sem demorar muito seguimos nosso caminho para Aiuruoca. Logo de inicio encontramos uma placa indicando varias direçoes inclusive Aiuruoca por dois caminhos. E agora qual pegar? Fui até um sitio e me informei que o da esquerda seria melhor, menos morro e mais perto. Esta indicação nos animou e então seguimos, porem com certa desconfiança já que em Carvalhos os habitantes passaram outras informaçoes diferentes. Mas fazer o que, bora seguir caminho. A estrada realmente parecia facil até que perto da localidade de Carimba podiamos avistar uma montanha para subir. Fomos seguindo firmes e fortes e vencendo cada etapa que a estrada nos dava. Belas fotos puderam ser registradas. O pico do papagaio ja podia ser visto por entre os morros. O tempo ia passando e nada de avistarmos a cidade, estavamos altos pra caramba. Veio então mais uma subida para desespero do Nikson que só reclamava dos morros. Lembrei da dica do sitiante lá antes da placa quando ele falou que por esta estrada estrada tinha menos morro, será mesmo? Se for verdade nem quero ver os morros da outra hehehee. Terminado este morro era hora de descer, tinhamos entao uma vista linda do morro do papagaio porem nada da cidade. Pegamos entao uma descida forte onde se deixar pegar velocidade não parava mais. Até que em certo ponto avistamos então Aiuruoca, ô felicidade!!!! Era então terminar de descer e procurar nossa pousada onde a Lucia tinha já feito as reservas. Banho tomado era de descançar, nosso dia seguinte seria para curtir a cidade e talvez visitar alguma cachoeira. Descançar? Que nada meu dia foi duro, para chegar a cacheira dos Garcias ralei muito. Amanha colocarei o relato de minha subida a esta cachoeira.
Distancia percorrida do dia: 47 km
Distancia total: 147 km
 Penelopes ajeitando as malas para seguir viagem.















 Nikson queria porque queria trocar sua bike por este cavalo.



 Cidade de Carvalhos.



 Antiga estação de Carvalhos.



 Aiuruoca, pra lá ou pra cá?







 Pico do papagaio ao fundo.





 Enfim Aiuruoca.

2 comentários:

GINETAS BIKERS. disse...

muy bonito ese paseo cicloturista ,cuantos kilometros se pueden hacer con una bicicletaaaaaaaaaaaaaaaaaaa..!!! ¿verdad'?

Loureiro disse...

cara, fantastica essa trip hein... aguardando os novos capitulos!!! estou planejando a viagem das ferias do ano que vem pra esses lados aí... pretendo fazer Ribeirão Preto a Ibitipoca, mas já estou escolhendo o roteiro...

abraços